Identidade Farroupilha

Identidade Farroupilha
(Flávio Campos Sartori)

No vento minuano frio
Que açoita no inverno,
No braseiro do galpão
Na roda do chimarrão,
No tiro de laço certeiro,
No pealo de cucharra,
No toque da cordeona,
Duetando co’a guitarra.

Conservamos a identidade,
Do sul do nosso país,
Sementes que foram plantadas,
De ancestrais nossa raiz.
Na juventude de hoje
Que apostamos sem reserva,
Espelhados no passado
A identidade conserva.

Num mate bem cevado
De pura erva cancheada,
Na ferrada da espora
Nos dias de gineteada.
Me identifico à tradição,
À cultura do rio grande,
Veios de sangue farrapo
Que levo por onde eu ande.

Festivais

CD/LP