Velas


Velas
(Nilton Júnior da Silveira, Adriano Sperandir)

Uma leve brisa a me abraçar
E um braço forte me sustenta
Meu caminho é um leme quem guia
E posso ao vento me entregar

O meu véu desfralda tantas cores
Que somente eu consigo vê-las
E escuto um sopro dizendo
Que já é hora de zarpar

Vou abrir os meus braços de velas
Pra saciar os meus anseios de mar
Tons de azul formando salino leito
Embalam o meu sonhar

Devaneios tenho ao navegar
Pois não sinto cordas me prendendo
Penso ser maior que o oceano
Ao erguer minhas velas pra voar

Mesmo enfrentando tempestades
Não deixo à deriva o coração
E quando o medo apaga uma vela
Acendo a chama sem chorar

Vou fechar os meus braços de velas
Pois chegou a hora de aportar
Me recolho encharcada de rumos
E volto a sonhar...

Festivais

CD/LP