Porto Lucena

Porto Lucena
(Teixeirinha)

Desceu o rio Uruguai uma chalana a motor
Partiu de Porto Lucena carregando o meu amor

Chalana que vai sumindo deixando Porto Lucena
Levando a bordo pra sempre a mais formosa morena

Chalana fui o culpado, um dia lhe fiz traição
O motivo da partida foi a minha ingratidão

Eu sei que ela vai chorando, chorando ficou quem erra
Meu amor partiu por água e eu também parti por terra

Pelas curvas da estrada meu pranto dos olhos cai
De mágoa ela também chora descendo o rio Uruguai

A maré bate na praia a poeira bate em mim
Por ter errado com ela minha tristeza é sem fim

Se um dia encontrar com ela e ela de mim tiver pena
Me caso e não traio mais e volto pra Porto Lucena

Festivais

CD/LP