Em Outra Vida Quem Sabe


Em Outra Vida Quem Sabe
(Dilamar Costenaro, Miguel Marques)

Esta noite meu filho, contigo sonhei,
Te via correndo feliz a brincar,
Nesse sonho não tinha doença nem dor,
Tão pouco motivo algum pra chorar.

Em teu rosto um largo sorriso menino,
E nos olhos o brilho da luz do luar,
Quem sabe eu durma pra sempre meu filho,
Porque desse sonho não quero acordar.

Será que a vida nos dará outra chance,
Onde eu possa dizer que te amo de vez,
Quem sabe andar de mãos dadas contigo,
Trocarmos segredos e sermos amigos,
Ou brincar de ser pai e filho outra vez...

No caminho ficaram os planos e sonhos,
A longa estrada tão cedo findou...
Gostaria que Deus mandasse de volta,
O meu filho amado, que Ele levou.

Sigo em frente sem perder o meu rumo,
A luz do teu brilho guiando meus passos,
Do céu me inspira escrever poesia,
Te vejo em cada poema que faço!


Festivais

CD/LP