SAUDADE, TEMPO E LEMBRANÇA


TÍTULO
SAUDADE, TEMPO E LEMBRANÇA
COMPOSITORES
LETRA
BELMIRO PEREIRA
MÚSICA
LUIZ CARDOSO
INTÉRPRETE
ROBLEDO MARTINS
RITMO
MILONGA
CD/LP
20ª TERTULIA MUSICAL NATIVISTA
FESTIVAL
20ª TERTULIA MUSICAL NATIVISTA
DECLAMADOR
AMADRINHADOR
PREMIAÇÕES

SAUDADE, TEMPO E LEMBRANÇA
(Belmiro Pereira, Luiz Cardoso)

Qual um reponte de nuvens, costeando o rumo do vento,
Assim tranqueia o destino pelas mãos duras do tempo.
A vida é tropa que marcha, ruminando os dissabores
De sonhos que desgarraram nas curvas dos corredores.

O tempo é estrada comprida sem ter atalho nem volta,
É feito cusco lebreiro que aperta, boca e não solta.
A vida é estouro de tropa que não sabe aonde vai,
Que pensa em ganhar o mundo e além da cerca não sai

Saudade é alma ferida
Que nem o tempo maneia
Se o tempo é o jugo da vida
Lembrança é o tempo que apeia

O tempo, qual um carancho, traz sua sina nas asas!
Lembrança, um potro sogueiro, rondando a volta das casas.
Na cancha incerta da vida, o tempo ganha de mão.
Saudade é vento, rangendo nas frinchas do coração.

Nada se leva da vida, saudades ficam com alguém,
Mas que o tempo implacável um dia leva também.
Deter o tempo é ilusão, é sonho que não se alcança
E assim a vida se faz...saudade, tempo e lembrança



CD/LP

Festivais