Tablados De Vidro

Tablados de Vidro
(Jaime Vaz Brasil, Paulo Deniz Júnior)

Quantas claves dormem
Sobre o frio del hombre?

Quantas manos cingem
Colos de guitarras?

Quantas vozes podem
Derramar su canto

Em silêncio
A rondar mi soledad?

Quando a sombra dorme
Um outro sol inventa.

O planeta gira
E el corazón se inquieta,

Beija a cor del viento
Que traduz e acende

A janela
De mi cuerpo en soledad.

Ah, meu coração
Mora tan lejos de mi...

Onde foi parar, não sei.
(Vem milonga, vem dizer).

Ah, coração
Não me deixe assim:

- Aquiles -

Dançando flamenco
Bem devagar

Em tablados de vidro.

Festivais

CD/LP