O Abraço Da Saudade


O Abraço Da Saudade
(Dionísio Costa)
 
Aqui no apartamento, me sinto um prisioneiro
E passo o tempo inteiro, lembrando o meu passado
Eu sou outra pessoa, desde que eu vim embora
E a saudade de outrora, muito tem me judiado
Deixei minha querência, pensando no dinheiro
Pra morar no povoeiro, vim cheio de esperanças
Meus filhos têm estudo, minha casa tem luxo
Mas eu sou um gaúcho, que vive de lembranças

Deixando a minha terra, pra viver na cidade
O abraço da saudade, me aperta todo dia
Aqui tenho de tudo, mas a vida é tapera
Porque lá fora eu era feliz e não sabia

Depois que a gente perde, que aprende a dar valor
Na vida do interior, que é muito mais sincera
Nos anseios de moço, a gente bate as asas
E o tempo não dá vaza, pra voltar ao que era
Me resta hoje em dia, reviver meu passado
Estou fraco e cansado, vencido pela idade
Já não tenho mais forças, pra enfrentar a lida
Por isso a minha vida, é somente saudade

Festivais

CD/LP