Mãe Negra

Mãe Negra
(Colmar Duarte, Júlio Machado da Silva Filho)

Dorme filhinho...
Mãe Negra, Mãe Negra
Canta sempre assim;
Que ainda vive em mim.

A noite vai alta
E o piá não dormiu...
Mãe Negra cantando
Cantigas que ouviu
Ainda criança
E nunca esqueceu.

As bruxas do pampa
Ficaram pra trás.
Já não há mais mistérios
Que espantem o piás.

Não há lobisomem
Nem bicho-papão
E a negra do sol
Não vem, no verão
Assustar guris
Com assombração.

O tempo, brincando
De “era uma vez”,
Levou as estórias
Que a Mãe Negra fez.

Festivais

CD/LP