ESPERA

Título
ESPERA
Compositores
LETRA
ANDRÉ OLIVEIRA
MÚSICA
ANDRÉ TEIXEIRA
Intérprete
ANDRÉ TEIXEIRA
Ritmo
ZAMBA
CD/LP
14ª ESTÂNCIA DA CANÇÃO GAÚCHA
Festival
14ª ESTÂNCIA DA CANÇÃO GAÚCHA
Declamador

Amadrinhador

Premiações
3º LUGAR
MELHOR MELODIA

ESPERA
(André Oliveira, André Teixeira)

Ficou um silêncio e as noites mais longas
Na baeta do poncho, o cheiro da flor
Nem há mais a pressa de volver da estância
Atorando distâncias pelo corredor

Até o gosto do mate ficou maias amargo
Sem os beijos na bomba da doce morena
Não se alça a cuia, para o toque dos dedos
Trocarem segredos nas horas amenas

E a linda boieira que nos contemplava
Ficou la no alto, talvez pra sinuela
Quem sabe na noite quando a brisa acalma
Se unam duas almas nessa mesma estrela

Ficaram lembranças tão vivas no rancho
Que até a guitarra por vezes se cala
Quando encontro na carta, maneado entre os pelos
Teu fio de cabelos nas franjas do pala

Quem sabe, morena, eu ceve outro mate
Assoleie meu poncho sobre o alambrado
Afine a guitarra pra pontear a saudade

Quando vir de verdade, ser feliz ao meu lado.

Festivais

CD/LP