AÇUDE

Título
AÇUDE
Compositores
LETRA
LUIZ GUILHERME DO PRADO VEPPO
MÚSICA
MARIO BARROS
Intérpretes
MARIA LUIZA BENITEZ
Ritmo
MILONGA
CD/LP
10ª COXILHA NATIVISTA
Festival
10ª COXILHA NATIVISTA
Declamador

Amadrinhador

Premiações
1º LUGAR
MELHOR INTÉRPRETE – MARIA LUIZA BENITEZ

AÇUDE

(Luiz Guilherme do Prado Veppo, Mario Barros)

Açude, que matas a sede do zaino
E a dor da saudade com gotas do céu
Açude, que olhas com olhos tão puros
As pernas bonitas que a china escondeu

Açude, tesouro de grandes traíras
Que nascem coleando na ponta do anzol
Açude, que guardas meu sonho primeiro
E tens escondido meu rosto menino

Açude, tão simples, Tu não secarás
Enquanto meus olhos puderem chorar.


Festivais

CD/LP