Ave Maria Pampeana

Ave Maria Pampeana
(Ubirajara Raffo Constant, Francisco Alves)

Na mansidão das campinas,
Co’a tarde que já se desfaz,
Solfejam as aves do campo
A melodia de um hino de paz.

Ave, Maria!...murmura
A brisa que ondula os trigais...
E as graças brancas, tão puras
Rezam a prece dos banhadais.

Ave Maria pampeana,
Escuta o fervor destas orações
E no adeus deste entardecer
Devolve paz pra os corações.

Ave-Maria-pampeana,
Dá-nos a luz de teu santo véu...
Que em suas roupagens brancas
Qual prece os lírios do campo
Erguem perfume pra o céu.


Intérprete : César Passarinho
Ritmo: Toada Canção


Festivais

CD/LP