Quando O Céu Chora Saudade

Quando O Céu Chora Saudade
(Rômulo Chaves, Nilton Ferreira)

Ontem o campo ficou turvo no aguaceiro
O mês inteiro tem chovido forte assim...
Eu, “pelas casa”, só queria trabalhar
Pois se eu parar, fica difícil pra mim!!

Fiz um mate pra aquietar os pensamentos
Chuva e vento, e mais água na cambona...
E feito um raio, meu filho saltou do catre
Fazendo alarde, em correria redomona!!

Eu entendi porque tanta felicidade
Quando, pra mim, meu filho falou sorrindo:
- “O Pai do céu veio chorar minha saudade,
Mandou a chuva, pra você brincar comigo!!”

No mesmo instante, eu percebi uma verdade
Que nunca é tarde pra rever o que acontece
Pois para mim, o céu “lobuno” era sem brilho
E pra o meu filho, era Deus, em sua prece...

“Nada demais”, pensei eu, naquela hora
Deixar esporas penduradas, por um dia,
E amansar “pingos”, juntando tropa de osso
Que há muito tempo, o guri já me pedia...


Intérprete: Nilton Ferreira, Vitor Custódio Henriques

Festivais

CD/LP