Pai

Pai
(Nilton Ferreira, Nenito Sarturi)

Pai, eu voltei pra dizer que te amo, a estrada foi longa pra mim
Reacendi uma chama que há tempo se apagou na saudade de ti
Pai, chega a hora que a vida nos cobra qual caminho escolher e seguir
Pra quem parte a incerteza no rumo, pra quem fica a vontade de ir

Fui me embora mas levei comigo teu luzeiro alumiando meus passos
O teu colo, teu ombro de amigo e a ternura do teu largo abraço
É por essas e outras que agora, muito embora cumprida a missão
Busco a paz dos bons tempos de outrora e esta seiva que brota do chão

Pai, é teu filho cansado que volta, qual ovelha seguindo o pastor
Feito o pródigo após a revolta, vim pedir teu perdão por amor
Pai, sei que as lutas do meu dia a dia me impediram de vir te abraçar
Mas confesso que a dor da saudade foi mais forte e me fez retornar

Fui me embora mas levei comigo teu luzeiro alumiando meus passos
O teu colo, teu ombro de amigo e a ternura do teu largo abraço
É por essas e outras que agora, muito embora cumprida a missão
Busco a paz dos bons tempos de outrora e esta seiva que brota do chão



Intérprete: Nilton Ferreira

Festivais

CD/LP