Noites De Inverno, Sonhos De Primavera

Noites De Inverno, Sonhos De Primavera
(Paulo Cardoso, Márcio Michelon)

A noite está com frio
O vento chora alguma dor
Campo molhado e vazio
Inverno no peito sem amor

Lindos sonhos concebidos
Em longas noites hibernais
Serão eles acolhidos
Só Deus sabe, ninguém mais

Ansiedade de quem espera
Um amanhã bem melhor
Enquanto dorme a primavera
Tudo é triste ao seu redor

Acorda primavera
Abre teus olhos cheios de cores
Enfeita a serra com tuas flores
Transborda a vida neste lugar

Acorda primavera
Prepara a mesa de tanta gente
Frutos da terra, vinhos sementes
O amor eu mesmo vou cantar

Lindos sonhos concebidos
Em longas noites hibernais
Serão eles acolhidos
Só deus sabe, ninguém mais

Ansiedade de quem espera
A realidade vir a ser
O meu canto é só quimera
Sem o encanto do sol nascer 

Acorda primavera
Abre teus olhos cheios de cores
Enfeita a serra com tuas flores
Transborda a vida neste lugar

Acorda primavera
Abre teus olhos cheios de cores
Frutos da terra, vinhos sementes
O amor eu mesmo vou cantar 



Intérprete: César Passarinho

Festivais

CD/LP