Pealo De Sangue

Pealo De Sangue
(Raul Ellwanger)

Que mistérios trago no peito?
Que tristezas trago comigo?
Se meu sangue é colono, é gaúcho
Lá no campo é que encontro abrigo
O cheirinho de chuva na mata
Me peala e me puxa prá lá

Quero só um pedaço de terra,
Um ranchinho de santa-fé
Milho verde, feijão, laranjeira,
Lambari cutucando no pé
Noite alta um luzeiro alumiando
Um gaúcho sonhando de pé

Quando será este meu sonho?
Sei que um dia será novo dia, 
Porém não cairá lá do céu
Quem viver saberá que é possível
Quem lutar ganhará seu quinhão

Velho Rio Grande, velho Guaíba
Sei que um dia será novo dia
Brotando em meu coração
Quem viver saberá que é possível
Quem lutar ganhará seu quinhão

Quero só um pedaço de terra,
Um ranchinho de santa-fé
Milho verde, feijão, laranjeira,
Lambari cutucando no pé
Noite alta um luzeiro alumiando
Um gaúcho sonhando de pé

Velho Rio Grande, velho Guaíba
Sei que um dia será novo dia
Brotando em meu coração
Quem viver saberá que é possível
Quem lutar ganhará seu quinhão


Festivais

CD/LP