Viajeiro

Viajeiro
(Helena Fontana, Luis Bastos)

Este ventito que vem da Argentina
Embala a crina da flor do alecrim
E tem guardados segredos de alguém
Que eu sei que vem de longe pra mim

Vem das encosta dos cerros escuros
Buscando futuro nas furnas do tempo
Acorda os galos acende as auroras
Pra que os de agora madruguem mais cedo

Oigalê vento que arrepia a alma
E encrespa as águas do Rio Uruguai
Sopra na alma daqueles que vivem
Buscando livres o pão e a paz

Se é frio e seco é minuano claro
Pra los gaúchos é vento Pampeiro
Se trás garoas é Minuano sujo
E une gaúchos ao pé do braseiro

Já desafiei este vento maleva
Cortando as trevas de uma noite negra
Meu pingo bueno parecia que tinha
Em suas retinas estrelas acesas

Até meu poncho valente pra o frio
Sente arrepios quando acordo este tempo
Manhãs geladas tais facas de geada
Nós dois peleando de frente com esse vento

Oigalê vento que arrepia a alma...



VIAJEIRO - Helena Fontana e Luiz Bastos by Helena Fontana 1

Festivais

CD/LP