Mãe

Mãe
(Vinicius Brum, Luiz Carlos Borges)

Mãe,
Tem um sorriso que é diploma e flor
Ventre de cacimba pras chuvas do amor
Mãe é quem avisa, quem prepara o ninho
Garra pros cuidados, cenas pros carinhos

Mãe,
Ela é quem canta enquanto o filho dorme
É quem defende se o filho fez arte
Fica rezando pra que ele retorne
E chora escondida quando um filho parte

Mãe,
É quem pressente outro coração,
Que lhe bate ao ventre inquieto bordão
Mel na flor do peito, oferenda e pão
Anjo guardião

Mãe,
É calmaria e explosão de vento
Luz que não tem fim no túnel do tempo
Mãe de braço brado, mãe de braço erguido
Força pro cansado, beijo pro ferido

Mãe,
Um beija flor com força de leoa
Um vendaval se magoada ou ferida
Sacerdotisa que ama e perdoa
E é mais feliz quando nos dá a vida

Mãe,
É quem pressente outro coração,
Quem lhe bate ao ventre inquieto bordão
Mel na flor do peito, oferenda e pão
Anjo guardião

Festivais

CD/LP