Vaneirão Do Sonhador

Vaneirão Do Sonhador
(Helena Fontana, Delci Taborda)

Quem não arrisca não ganha
Quem não joga não arrisca
Vou empatar uns trocados
Pra ver se a sorte belisca
E se um dia eu pego ela
Numa volteada de jeito
Mando a pobreza pra os quintos
E na vida me endireito

Sonha Marcelino, sonha
Que sonhar não paga imposto
O povo sonha acordado
Porque vive apavorado
Com a corda no pescoço

Vou botar fogo nos trapos
E me pilchar à capricho
Abandono a caipirinha
E não jogo mais no bicho
Me mudo pra um casarão
Com piscina e muita flor
E contrato um motorista
Pra me chamar de doutor

Pra os parentes mais nabentos
Eu até vou dar uns cobres
Vai ser só pena que voa
E não vai ter china pobre
Quero sombra e água fresca
E nunca mais pão com banha
Agulha, só pra costura
Churrasco só de picanha

Só não vou trocar a velha
Porque essa é das confianças
E o meu fuca eu vou deixar
Pra brinquedo das crianças
Eu não perco a esperança
De me abraçar com as pelegas
Por isso vivo sonhando
Enquanto a sorte não chega.



VANEIRÃO DO SONHADOR- Letra Helena Fontana Música Delci Taborda by Helena Fontana 1

Festivais

CD/LP