O Bugio

O Bugio
(Luiz Carlos Borges, Luiz Guilherme do Prado Veppo)

Aqui é o Rio Grande onde o Brasil termina
E o sol se inclina pra dizer adeus
Onde a mutuca tira o boi do mato
E nesse fato muito ensina Deus

Onde o UruguaI com sua voz mais pura
Doce murmura um cantochão de paz
Tropeando almas pelo pampa bruto
Flores e frutos vai deixando atrás

É do Brasil esta paisagem
Fronteira imposta pela coragem
É brasileiro este bugio
Que vem pro palco em desafio

Onde os pelinchos sempre zombeteiros
Cantam brejeiros nos maracujás
E a garça branca, de um açude à beira
Pousa faceira entre os caraguatás
Onde os capinchos sobre as barranqueiras
Horas inteiras fingem meditar
Quando anoitece a perdiz afoita
Procura a moita pra se agasalhar

É do Brasil esta paisagem
Fronteira imposta pela coragem
É brasileiro este bugio
Que vem pro palco em desafio

Aqui onde o homem olha o horizonte
Sente o reponte mesmo nesse olhar
E campereando pela imensidade
A liberdade leva em seu sonhar
Onde o chimarrão vai correndo à roda
Como é a moda ainda no galpão
E um índio vago de avançada idade
Canta a saudade do seu coração

É do Brasil esta paisagem
Fronteira imposta pela coragem
É brasileiro este bugio
Que vem pro palco em desafio

Aqui é o Rio Grande onde o Brasil termina ...

É do Brasil esta paisagem...



Luiz Carlos Borges E Grupo Horizonte - O Bugio by Guascaletras

Festivais

CD/LP