Evocação

Evocação
(Luiz Carlos Borges, Dirceu Pombo)

Vida boa, vida boa, vida boa, vida boa
Vida boa, vida boa, vida boa, vida boa
Vida boa, vida boa, vida boa ...
Cuidado o bicho papão

A noite boleava o dia
Com as três-marias do céu
E a sombra descia o véu
Na hora da Ave-Maria

Menino, acende o candeeiro
Que a luz do sol já morreu
E o pavio que acende o lume
É igualzinho ao vaga-lume
Que lá no campo acendeu

Vida boa, vida boa

E um coro de vozes claras
Ressoa lá na lagoa
Vida boa, vida boa, vida boa, vida boa

Menino, reza uma prece
Que a tua mãe te ensinou
Olha que é noite fechada
E o menino não rezou

Mansa e doce a noite desce
Com mão negra a sombra tece
Mistérios e assombração
Menino, dorme que é tarde
Cuidado o bicho papão

Noite alta, silenciosa
Vem da sanga a viração
O tempo bom passa augúrios
De colheitas e searas
De lagoa, só murmúrios

E um coro de vozes claras
Por toda a várzea ressoa
Vida boa, vida boa
E um coro de vozes claras
Ressoa lá na lagoa
Vida boa, vida boa, vida boa ...


Festivais

CD/LP