China Linda


China Linda
(Luiz Menezes, Albino Manique)

Teu coração china linda é como estrada real
Onde muitos já provaram teu beijo frio e fatal
Depois de beber carinho na aguada dos teus encantos
Tantos ficaram sozinhos e foram tantos e tantos.

Quando te vi sapateando lá no bolicho do Gringo
Te cobicei china linda, pra garupa do meu pingo
De tanta china bonita já quebrei queixo “a lo macho”
Contigo foi diferente - que tombo se não me agacho.

Campeando em teus sentimentos na ronda dos teus pecados
Encontrei china bonita borrachos e desgraçados
E vi que teu coração é pedra que não rebenta
Mais negro que punhalada numa noite de tormenta.

Sou desigual dessa gente de quem ganhaste no amor
Pra largar no corredor que nem matungo acabado
Eu não sirvo pra teu lado, nem tu serve pra meu pouso
Em truco de mentiroso ganha  baralho marcado.

Não digo que não te quero e te querendo apareço
E é muito o que te ofereço, poncho, caricia e guitarra
Pois para uma noite da farra qualquer china nos consola
E entre riso, canha e viola, até um arisco se amarra.

Bueno, china vou-me embora, já te disse o que queria
Disse até o que não devia, agora dou rumo aos bois
Quem sabe um dia ou depois de perder a ultima vaza
Eu volte dando um oh de casa! pedindo um catre pra dois.

Festivais

CD/LP