Galopada


Galopada
(Knelmo Alves, Francisco Alves)

Debrucei-me na janela
Noite linda enluarada
Na brisa o perfume dela
A distância não é nada

Não é nada essa distância
Essa distância não é nada
Mas por que toda essa ânsia
De chegar antes que a estrada

Madrugada vai-te embora
Deixa que o dia apareça
P’ra eu sair estrada fora
Antes que ela me esqueça
Vou saindo estrada afora
Minha alma desespera

Upa, Upa, meu cavalo que a saudade não espera
Upa, upa, meu cavalo que a saudade não espera

Nas patas do meu cavalo
Corre louca uma saudade
Na pampa, verde esperança
Trança minha felicidade

Madrugada vai-te embora
Deixa que o dia apareça
P’ra eu sair estrada fora
Antes que ela me esqueça
Vou saindo estrada fora
Minha alma desespera

Upa, Upa, meu cavalo que a saudade não espera
Upa, upa, meu cavalo que a saudade não espera



Festivais

CD/LP