Bibiana

Bibiana
(Volmir Coelho)

Do céu caiu uma estrela pequenina na minha mão,
Veio iluminar a estrada que chega até meu coração
Outra estrela tão bonita que Deus maior me ofertou
Com brilho de um vaga-lume esta canção eu te dou,

Bibiana, Bibiana, Bibiana, coração
Esta flor tão pequenina esta estrela me conduz
Enfeita o jardim do meu rancho, me faz feliz com tua luz

Que não me falte nunca forças nem se apague meu olhar
Tua estrada será longa e nela eu sempre quero andar
Que os espinhos que te cercam não firam tua beleza
Até mesmo a flor da tuna inveja tua beleza.

Festivais

CD/LP