Paisagem


Paisagem
(Jorge Nicola Prado)

Vai a junta mansa no carretão
Carregando pasto o carreiro vai
Recontando historias de suor e lida
Escutando a vida no alto Uruguai

Campesino sabe o dever que tem
Família, roçado e a criação
Embalar o sono de um sonho antigo
Esmagar o trigo e fazer o pão

Vida na colônia é olhar e ver
Haja temporal, faça tempo bom
Cultivar respeito, calor, amizade
A fraternidade determina o tom

Proteger a terra sem ambição
Tocando o sustento aos olhos de Deus
Cuidando da água, do ar e do mato
E manter o trato com os filhos seus

Talvez que o espelho dessa intenção
Inspire pro mundo rituais de paz
Sustando ganâncias a estrada é segura
E a vida pura a gente é quem faz

Vida na colônia é olhar e ver
Haja temporal, faça tempo bom
Cultivar respeito, calor, amizade
A fraternidade determina o tom

Festivais

CD/LP