Santas Avós


Santas Avós
(Juca Moraes, Chico Saratt)

As fortes mulheres de cabelos brancos
Que semeiam vidas no seu andejar
São falsas franzinas que trançaram tentos
E nos maus momentos vêm nos levantar

Já foram meninas de tranças compridas
Saias coloridas e sorriso em flor
Filhas carinhosas esposas amadas
Mães abençoadas fadas do amor

Rezaram terços perderam sono
Em noites de outono de largos serões
Cobriram de afeto os que despontaram
Na vida fluente briguentos chorões

E essas mulheres tão cheias de mundo
Tem sonhos fecundos em seus arrebóis
Ocultam magias no rosto e no peito
Merecem respeito são santas avós

Festivais

CD/LP