Bailanta do Tio Flor


Bailanta do Tio Flor
(Elton Saldanha)

Vamos embora ver onde chora o cantor
O pó levanta na bailanta do Tio Flor
Vamos embora ver onde chora o cantor
O pó levanta na bailanta do Tio Flor

Miro no espelho lá na cacimba
Firmo o cabelo na brilhantina
Vou me benzer na água benta da cantina

Vamos embora ver onde chora o cantor
O pó levanta na bailanta do Tio Flor
Vamos embora ver onde chora o cantor
O pó levanta na bailanta do Tio Flor

Bombacha nova par de botas de pelica
Tomo uma pura só pra ver como é que fica
Sou cantador de flor que não se achica

Vamos embora ver onde chora o cantor
O pó levanta na bailanta do Tio Flor
Vamos embora ver onde chora o cantor
O pó levanta na bailanta do Tio Flor

Ouço de longe um sapucai
São os taipeiros das barrancas do Uruguai
E a gaita velha num faz que vai mas não vai

Vamos embora ver onde chora o cantor
O pó levanta na bailanta do Tio Flor
Vamos embora ver onde chora o cantor
O pó levanta na bailanta do Tio Flor

De relancina maneia um olhar fujão
E desempenha na polca de relação
Quero prosear com a filha do patrão

Vamos embora ver onde chora o cantor
O pó levanta na bailanta do Tio Flor
Vamos embora ver onde chora o cantor
O pó levanta na bailanta do Tio Flor

Festivais

CD/LP