Morocha Não


Morocha Não
(Leonardo)

Bugiu que grita no mato,
Quer chumbo diz o ditado,
Ouvi um quera largado,
Gritando em uma canção.

Que as regras pra um ser humano,
É a mesma dos animais,
Que trata quem nem baguais,
Maneando patas e mãos.

Decerto é um desses queras,
Criado pelas barrancas,
Manunciador de potrancas,
Sem freio no linguajar.

Não aprendeu que um gaúcho,
Não faz da prenda um capacho,
E que os deveres de um macho,
É proteger e amar.

Morocha não, respeito sim,
Mulher é tudo, vida e amor,
Quem não gostar que fique assim,
Grosso, machista e barranqueador.

Invés de usar um pelego,
Use o arreio ternura
Enlace pela cintura
Jogue fora o maneador

Só mesmo um bicho do mato
Criado pelas macegas
Pode tratar como égua
Quem nos dá vida e amor.

Decerto é um desses queras,
Criado pelas barrancas,
Manunciador de potrancas,
Sem freio no linguajar.

Não aprendeu que um gaúcho,
Não faz da prenda um capacho,
E que os deveres de um macho,
É proteger e amar.

Morocha não, respeito sim,
Mulher é tudo, vida e amor,
Quem não gostar que fique assim,
Grosso, machista e barranqueador.

Festivais

CD/LP