Estrela Boieira

Estrela Boieira
(Telmo de Lima Freitas)

Estrela boieira, sinuelo da noite,
Que mostra ao tropeiro o rumo a seguir
A noite se prancha nas barras do dia
E a estrela boieira começa a sumir

Se muda pra outra invernada do fundo
Sem deixar o rastro pra onde se foi
O dia já claro, o tropeiro canta
Ao som do mugido da tropa de boi

Os bichos do campo festejam o dia
Quebrando o silêncio do amanhecer
O tropeiro canta sua toada tropeira
Lembrando a boieira do seu bem-querer.

Festivais

CD/LP