Eu Quero Ser Do Mundo

Eu Quero Ser Do Mundo
(Érlon Péricles, Zelito Ramos)

Eu quero ser do mundo,
Abrir porteiras.
Conhecer novas paisagens
Seguir além.
Deixo meu barco solto na correnteza
Pra buscar os caminhos que me convém.

Uma inquietude racha a tampa da caixa
Me deixa louca, me deixa solta
Beijando a boca da solidão.

Sou mais um pirilampo num céu de estrelas
Guardando a luz que vem da boieira
Pra iluminar toda a escuridão

Vem um sonho e me leva nesta viagem
Se vou contigo tenho coragem
Minha saudade vai me valer.
Pela fronteira larga do sentimento
É o meu coração que segue no vento
Nas asas leves do teu querer.

Bota o caldeirão pra ferver!
Bota o coração pra sonhar!
Quero ver quem paga pra ver
Até onde eu posso chegar.

Festivais

CD/LP