Sonho Estradeiro

Sonho Estradeiro
(Lauro Antonio Correa Simões, Sabani Felipe de Souza)

Nas longas trilhas
Silenciosas dos caminhos
Ao passo lerdo
Da carreta dos meus sonhos
Retorno ao tranco
Pra o meu rancho de carinhos
Estrela guia
Dos versitos que componho

Na solidão
Das distancias estendidas
Rondando as juntas
Dos meus bois de ilusão

Com mais fereza
Picareio pela vida
Essa saudade
Que conduzo ao coração

Quem estradeia que nem eu
Estradas longas
Seguindo um rastro
De carreta centenária
Somente tem
Pelas noites
As milongas
Que não se aquietam
Ante as almas solitárias

E quando os olhos
Já cansados de horizontes
Vão revisando trilha a trilha
Os corredores
Mas lerdo é o tranco
Da carreta no reponte
Seguindo olhar
Que se foi
Campear amores

Sina andarenga
Desse mundo
Sem cancelas
Dia após dia
Carreteando os meus anseios
De um rancho lindo
Com cortinas nas janelas
E o riso alegre
De uma flor quando me arreio

Festivais

CD/LP