Brinquedo Perigoso

Brinquedo Perigoso
(Dionísio Costa, Oscar Soares)

Vem cá meu filho e senta aqui junto comigo
Teu pai amigo é quem no mundo mais te ama
Vou te mostrar que existe mais de uma verdade
Pra liberdade, que tu tanto me reclama
Quem não entende e não escuta os seus pais
Padece mais e com a vida se revolta
Fica perdido já com a primeira queda
E envereda por um caminho sem volta

Ao teu redor terá todo tipo de gente
Que certamente não trarão só coisa boa
Saiba escutar teu coração e a consciência
Pois aparência nem sempre mostra a pessoa
Não quero ver meu filho amado só por farra
Cair nas garras de um conceito enganoso
Tu tem direito de viver tua mocidade
Mas liberdade, é um brinquedo perigoso

Eu sei que longe tu terá dificuldade
Pois a saudade, queima feito ferro em brasa
Pode seguir teu sonho moço e bater asas
Mas minha casa será sempre a tua casa
A vida ensina quem quer caminhar em frente
Seja paciente, não tenha medo de errar
Vá com cuidado e não esqueça um segundo
Que o maior amor do mundo, tu vai deixar neste lar

Escolha um rumo, mas respeite as diferenças
Pois pela crença somente Deus é perfeito
Encare a vida e tenha os pais por teu espelho
Não vá de joelhos pedir o que é teu direito
Tu pode ter muitos amigos, mas no entanto
Ninguém é santo e nem todo mundo é sincero
Mesmo que as vezes não entenda o que tu diz
Te ver feliz é o que na vida eu mais quero

Festivais

CD/LP