Pára Pedro

Pára Pedro
(José Mendes, José Portella Delavy)

Era um baile lá na serra
Na Fazenda da Ramada
Foi por lá que um tal de Pedro
Se chegou de madrugada
Só escutei um zumzum
Mas não sabia de nada
Só ouvia mulher gritando
Esse Pedro é uma parada

Pára Pedro, Pedro Pára
Pára Pedro, Pedro Pára
Pedro Pára, Pára Pedro
Pára Pedro, Pedro Pára

Era o Pedro lá num canto
Beliscando a namorada
Pára Pedro, Pedro Pára
Pára Pedro, Pedro Pára
Pedro Pára, Pára Pedro
Pára Pedro, Pedro Pára

Quando foi lá pelas tantas
Que a farra estava animada
Apagaram o lampião
E a bagunça foi formada
As velha se revoltaram
“Pedroca não é de nada”
E o Pedro brigou com as velha
E foi uma peleia danada

Pára Pedro, Pedro Pára
Pára Pedro, Pedro Pára
Pedro Pára, Pára Pedro
Pára Pedro, Pedro Pára

Fazia “cosca” nas velhas
E as velhas davam risada
Pára Pedro, Pedro Pára
Pára Pedro, Pedro Pára
Pedro Pára, Pára Pedro
Pára Pedro, Pedro Pára

Pára Pedro,
Este Pedro é uma parada

Pedro foi dançar um chote
Com uma velha apaixonada
E surgiu o velho da velha
E a coisa foi complicada
Pedro correu pelos fundos
E entrou numa porta errada
As moças levaram um susto
E gritaram desesperadas

Pára Pedro, Pedro Pára
Pára Pedro, Pedro Pára
Pedro Pára, Pára Pedro
Pára Pedro, Pedro Pára

Velha grudada no Pedro
E o velho no Pedro agarrado
Pára Pedro, Pedro Pára
Pára Pedro, Pedro Pára
Pedro Pára, Pára Pedro
Pára Pedro, Pedro Pára

E assim foi a noite inteira
Até o fim da madrugada
Pára Pedro, Pedro Pára
Pára Pedro, Pedro Pára
Pedro Pára, Pára Pedro
Pára Pedro, Pedro Pára

Pára Pedro

Festivais

CD/LP