Madrugada

Madrugada
(Mauro Harff, Loracy Bertoto)

Ô, ô, ô, ô
Ô, ô, ô, ô
É madrugada na praia, na vila,
Na espessa floresta,
No campo, na vida...
Se é madrugada agora
É hora
De festa...

É madrugada na praia
Pescador já vem chegando
O céu, no mar aconchegado
Da cor do sol se vai pintando.

É madrugada na vila,
Muita gente despertando
Ao som de um alvorecer
Que ao longe está chamando.

É madrugada na praia, na vila,
Na espessa floresta,
No campo, na vida...
Se é madrugada agora
É hora
De festa...

É madrugada no campo
A brisa cheirando a calma,
O verde é mais verde agora
Que o sol lhe emprestou a alma.
É madrugada na mata,
Penumbra, rasgos de luz,
Silêncio, que só paz traduz.

É madrugada na praia, na vila,
Na espessa floresta,
No campo, na vida...
Se é madrugada agora
É hora
De festa...

É madrugada na vida
Suave aroma de flor
É o eco de uma cantiga,
Que afasta o amargo da dor;
Quem não madruga na vida jamais
Tem de deus o favor
A luz dessa graça só tinge quem vive de amor.

É madrugada na praia, na vila,
Na espessa floresta,
No campo, na vida...
Se é madrugada agora
É hora
De festa...

Festivais

CD/LP