Quando Sopra o Minuano

Quando Sopra o Minuano
(Barbosa Lessa)

Minuano está soprando, assobiando nesta noite
Tropereando seus fantasmas, tropereando
E as almas vão passando cavalgando redomões
Fantasmas do passado no tropel das tradições.

Levanta Gaúcho, todos precisam andar
Minuano está chamando, o Rio Grande precisa escutar

Venham comigo voar com o Minuano
Na cavalgada destas almas pêlo duro
Neste tropel em que se unem gerações
Onde as velhas tradições dão o rumo do futuro
E o Minuano vai correndo doidamente
E o próprio frio aquece o coração da gente
E o coração todo abre e se expande
Pra que entre em nosso sangue
O próprio sangue do Rio Grande

Levanta Gaúcho, todos precisam andar
Minuano está chamando, o Rio Grande precisa escutar

Festivais

CD/LP