Último Grito

Último Grito
(Kenelmo Amado Alves)

Cutucou suas esporas
Na paleta do Minuano
E galopou pelo tempo
Na cancha reta dos anos.
E dando rédeas ao flete
Deu um grito no más:
Biribibiujuju...e o tempo ficou pra trás.
Biribibiujuju...agora já não se escuta.
Biribibiujuju...perdeu a força da luta.

Lá vai pelo tempo vencido,
Dobrado, esquecido, o Velho Xirú
E nos alambrados o vento
Lhe grita zombando biribibiujuju...

Agora, no fim do caminho,
No sono do vinho,
Jogado no chão,
Adormece na beira da estrada,
Não pede pousada
Pois sabe do “não”.
E ainda o perseguem nos sonhos
Os uivos medonhos do vento a gritar:
Biribibiujuju... Biribibiujuju... Biribibiujuju...

Festivais

CD/LP